Download The Blueprint-Tyler Durden PDF

TitleThe Blueprint-Tyler Durden
File Size601.2 KB
Total Pages84
Document Text Contents
Page 1

Você alguma vez já sentiu como se você pudesse mudar?

Eu lembro sair com um amigo meu em uma festa, e ouvindo ele falar sobre porque ele
amava viajar. Ele disse que com apenas um pouco de dinheiro, você poderia ir pro aeroporto
mais perto e dentro de poucas horas, você poderia chegar em um lugar totalmente diferente.
Em apenas pouco tempo você poderia se ver em uma paisagem totalmente diferente, com
um conjunto de pessoas diferente, um ambiente diferente e uma vibe totalmente diferente.

Se isto é verdade, eu queria saber, você poderia até ser uma pessoa diferente? Talvez, apenas
enquanto você estivesse lá? Você realmente seria a mesma pessoa se você estivesse em uma
cidade diferente? Ninguém conheceria você, ou teria qualquer expectativa de você
completamente.

Mas se em vez de mudar lugares físicos você pudesse estar no mesmo local, e ainda está em
um lugar diferente? Se foi sua experiência daquele lugar que o fez diferente, em vez do
lugar físico? E se você mudasse?

Seria um bom momento pra pensar sobre isto. Porque goste disto ou não, é o que está está
pra acontecer. O lugar que você está preste a ir agora não é um lugar que você você vai
voltar. Então você tem apenas que lidar com isso.

The Blueprint


����������
����
��������������������������������������������������

������������������������
���
����������������������������������������������������������
���
�����
������
������������������������������������������������� �!�
������
�� ��
����"�#$$%
����������������������������������������������������

Introdução

Livro 1 Condicionamento Social
Livro 2 Valor
Livro 3 Amor
Livro 4 Identidade
Livro 5 Fodeza e Congruência
Livro 6 Estabilização de Identidade
Livro 7 A Estrutura absurda de Valor Social
Livro 8 Pontos Cegos

Page 2

Livro 9 Pilares de Realidade
Livro 10 Atribuição e Estado
Livro 11 Comportamentos Fortes
Livro 12 Comportamentos Fracos
Livro 13 Vibe Social e Calibração
Livro 14 Estados Antilítico e Emocional da Mente
Livro 15 Dominância
Livro 16 Autenticidade

Introdução

O que segue é um projeto inacabado da dinâmica social como eu atualmente entendo.

É um esboço do software continuamente em evolução que existe em minha mente após ter
gastado anos como um pickup artist.

Se você deseja se beneficiar desse conhecimento leia-o continuamente, saia e pratique todos
os dias até que você tenha internalizado completamente.

Uma vez que você fez isso, ponha o livro de lado e nunca mais leia novamente.

Dessa forma isso não vai se tornar algo que você faz, mas algo que você é.

Boa sorte em sua jornada.

Tyler

LIVRO 1 – CONDICIONAMENTO SOCIAL

A maioria das pessoas anda através da vida em um transe. Um andar atordoado. Este
conhecimento especifico é o que faz perceber isso e eventualmente tornará a sua base de
poder como um cara com tremendas habilidades sociais.
Mas antes de nós falar sobre isso temos que te acordar de todas bobagens que lhe foi
ensinado.
Você alguma vez parou pra pensar de onde suas ideias sobre sexo, namoro e
relacionamentos verdadeiramente vem?

Quais tipos de ideias aceitas comuns nós podemos achar circulando por aí?

#Caras com dinheiro pegam mulheres. Se você não consegue pegar mulheres, saia e faça um
monte de dinheiro. Desse jeito, quando você conversar com elas você pode atraí-las
mostrando quanto dinheiro você tem...
#Os caras mais bonitos sempre pegam as mulheres mais bonitas. Fora do dinheiro, aparência
é a coisa mais importante...
#Você deveria sempre bolar um plano como pegar a garota que você quer, desse jeito ela
pode ver quão duro você está tentando. Se você pode realmente provar a uma mulher quanto
você gosta dela, ela gostará de você também...

Page 42

interessante do que eu. Ele está levando ela em um passeio selvagem, que é diversão de
flerte, e ela vai embarcar nessa com ele.

Ele escolhe o número um. Pode levar anos e anos antes que ele escolha o número dois. Ou
ele nunca escolha. Pontos cegos pode ser uma verdadeira merda. Nós não agimos de acordo
com a realidade. Agimos de acordo com que acreditamos ser a realidade. Nossa construção
de realidade vem do que a sociedade nos ensinou, e o que aprendemos através de nossas
próprias experiências nesse contexto.
Um senso de convicção psicológica é uma parte de nossa identidade e nossa inteira visão
de mundo. Sem algum senso de convicção psicológica, nossa mente não poderia lidar até
mesmo com simples decisões no dia a dia. Mas, porque a convicção psicológica não é
sempre construída em fatos empíricos, coisas podem surgir ameaçando aquela convicção. E
então desenvolvemos ''pontos cegos'' a qualquer coisa que esteja fora de nossa visão de
mundo.
Pontos cegos são realmente poderosos. Como discutimos, embora haja sempre uma toda
situação, tendemos focar nossa percepção principalmente em aspectos que tem valor pra
nós. E como também discutimos, aquele valor também pode ser valor emocional, tais como
crenças sobre nós mesmos que faz nos sentir bem. Então no ato de focar em um
auto-conceito e realidade que faz nos sentir bem, nós iremos devagarzinho adquirir pontos
cegos ao que consistentemente esteja fora de nosso foco. Se alguma coisa ameaça a forma
que nos percebemos, então as emoções ruins começarão. Ao fazer as emoções ruins
sumirem, iremos racionalizar a ameaça de uma forma que nos permite ainda nos ver de
forma que queremos ser vistos.
Não importa quão irracional é na superfície, nossa forma de olhar a situação fará perfeito
sentido pra nós. Se nossos pontos cegos são confrontados, tendemos ser desconsiderados ou
até reagir emocionalmente afim de manter nossa convicção psicológica. E nos anos futuros
quando olhamos de volta pra nossas velhas convicções, podemos ver coisas sob um ponto
de vista diferente que é tão perturbador que podemos dificilmente compreender o que nós
uma vez acreditamos. Uma ''experiência rebelde'' é uma experiência que quebra a teia de
crenças que uma pessoa construiu em torno de si como uma forma de manter sua visão de
mundo.
Uma pessoa tem que estar em uma certa mentalidade pra sentir um desalinhamento entre
sua convicção psicológica e sua experiência do mundo. Talvez eles experimentem uma
pertubação ou sente descontentamento – alguns tipos de sensações que motivam elas
questionar seu condicionamento social e ver a verdade por trás de tudo. Eles tem que está
em um ponto onde internamente os pilares de sua realidade não são tão dependentes da
convicção psicológica, e onde eles podem olhar pra alguma coisa de um ponto de interesse e
curiosidade. Ou a um ponto onde suas convicções psicológicas tem sido completamente
reduzidas, e tornou mais fácil pra ver as coisas como elas são do que ficar preso as crenças
que lhes trouxe dor.
Nesse ponto, eles estão preparados pra uma experiência rebelde, e abrir seus olhos a novos
canais de entrada que eles tinha ignorado anteriormente. Mas você não pode trazer essas
racionalizações pra outras pessoas. Elas tem que querer achá-las por si mesmas. As
mulheres podem ser um dos maiores pontos cegos em toda psicologia de um homem. Pra
um homem admitir que ele poderia melhorar com as mulheres poderia abalar sua visão de
mundo. Ele teria que admitir que sua identidade não funciona e que seu condicionamento
social sobre pegar uma garota estava errada. Ele teria que pensar sobre como ele não tem
feito, como também tem falado pra si mesmo e sobre as coisas superficiais que ele estava

MaTT!
Realce

bia_h_000
Realce

Page 43

focado foram por razões erradas. E ainda por cima de tudo isso, ele estaria se colocando em
uma posição onde ele estaria evoluindo a personalidade que seus amigos estão acostumados,
a qual muitos deles não gostariam.
Um homem poderia ser completamente corajoso em todas outras áreas, e ter sucesso em
todos outros aspectos de sua vida. Mas apesar disso, ele pode ter um ponto cego sobre
mulheres. Como dissemos, as mulheres podem ser uma validação do valor de um homem.
Se um homem acredita que sua vida está resolvida, e de repente uma mulher o rejeita,
poderia desvalidar todo aquele sucesso em sua mente. Isto acontece especificamente se ele
adquire a ideia socialmente condicionada que se ele é um homem bem sucedido, então ele
não deveria ter que tentar. Na verdade fazer um empenho consciente que isso tem falha seria
um duro golpe. Especialmente quando ele nunca realmente tentou, e sempre apenas
presumiu que se ele tentasse ele seria bem sucedido nisso. Felizmente, há sempre uma razão
pra ele não tentar. “Nenhuma das garotas aqui são gostosas o bastante. E veja como elas
estão vestidas e como elas agem como uma total piriguete. Se eu quisesse elas eu as pegaria.
Eu apenas não as quero.” Então ele espera de boa, até que uma mulher tem uma conexão
com ele. É ela que escolhe. Ela dá a ele muito sinais óbvios, até que ele finalmente se dá
conta e se move pra fazer algo. Então, uma vez que ele faz, ele racionaliza pra si mesmo que
ela foi sua primeira escolha e que isso foi sua maestria em cortejo que fez ele ganhar seu
premio. Se você perguntar, ele orgulhosamente te diria que ele pegou ela. “Toda vez que eu
gostei de uma garota e tentei pegá-la, eu consegui.”
Geralmente, há dois tipos de caras que se dão bem com as mulheres. O primeiro são os
caras que ver além de seus pontos cegos e desenvolve um forte senso de inteligencia social e
calibração. O segundo são os caras que tem fortes pontos cegos que eles usam pra trabalhar
a seu favor. O ''cara gerador de resposta'' ver além de seus pontos cegos, e por isso está em
uma posição pra cultivar uma consciência emocional de como as pessoas estão respondendo
a ele. Sua sobre-consciência faz dele um pouco inseguro, mas ao contrário dos caras que
reage se tornando introvertidos, ele responde de forma mais proativa, desenvolvendo um
aguçado senso do que é foda, o que parece natural, e a forma do que ele está fazendo está
afetando seu valor dentro de seu ambiente. Sua força é calibração social.
Ele aprendeu desenvolver valor por si mesmo em qualquer situação, com comportamentos
que extrai respostas positivas. Em vez de desenvolver pontos cegos pra anular resposta
social negativa, ele na verdade usa a resposta em uma forma astuta pra continuamente
desenvolver comportamentos que gera melhores resultados mais e mais. Sua confiança vem
de continua resposta social positiva, e enquanto as pessoas estão reagindo bem, ele se sente
bem.
Por outro lado, o ''cara com confiança de desilusão'' tem pontos cegos que trabalha a seu
favor, e então ele projeta sua convicção psicológica aos outros independente das respostas
deles e eventualmente suga-os pra dentro. Ele acredita que as pessoas que pensa muito estão
assumindo um valor mais baixo e se diminuindo por necessidade de forçar a barra. De fato,
se ele fosse focar muito na calibração de si mesmo a outros, forçaria ele diminuir seus
pontos cegos e sua moldura inteira desmoronaria (porque seu senso de convicção é
estabelecido em certos pontos cegos). Isto também faria ele se sentir reativo em geral. Então
ao invés de calibrar os outros, sua força vem de seu ***** Sua força é uma moldura
fenomenalmente forte.
Ele aprendeu assumir valor em qualquer situação, com comportamentos que projeta
assertividade e dominância. Em vez de desenvolver pontos cegos que permite ele anular seu
medo de se aproximar das mulheres, ele desenvolverá pontos cegos que permite ele anular
falha, como sendo inviável ou como não tendo reflexo negativo sobre ele. Sua confiança

Page 83

- continuamente racionalizando pra se sentir foda, eventualmente não levando está disposto
a abordar porque poderia quebrar as racionalizações.

PERIGOS DO JOGO:
- robô social (pensando que todos estão tentando te manipular socialmente, pensando que
você precisa fazer isso aos outros)
- pensando que todos são odiosos e racionalizam contra você (vocês vão ver e vão
descobrir)
- pensando que todas as meninas são tremendas piriguetes (vocês vai ver e vão descobrir)
- se tornar um caçador de valor de si mesmo.
- não ser capaz de ouvir as pessoas
- a identidade pua (pegador) baseando sua validação como as mulheres te respondem bem
- pensando que as mulheres são substituíveis, e sempre achando uma nova menina quando
você poderia ter se reconciliado com a outra (indo muito longe na outra direção, pois a
maioria dos caras fazem o oposto e permanecem muito tempo)
O problema com o ''tradicional namoro''
Quando você tenta ''namorar'' com ela, é ela que escolhe e você está reagindo a ela. Isto é a
pior forma de ''despertar atração.'' Quando seu conceito de realidade é firme o bastante
assim as outras pessoas estão reagindo à isso, você determina o que constitui alto valor
naquele ambiente e o que as pessoas tem que fazer pra parecer poderosas sob sua visão de
mundo. Você se torna o pilar do espiral de estado de outras pessoas, eles reagem e se
adaptam em torno de você. As mulheres gostam de caras que vive em sua própria realidade.
Isso é o porque que o tradicional modo que a maioria dos homens conquistam tende ser
lento e inconsistente. Quando você desenvolve sentimentos por uma garota específica e
você precisa que ela goste de você, e você tenta conquistar ela levando ao lugar perfeito ou
dizer a coisa perfeita, você se encontra na realidade dela e ela pode sentir isso. Pra
conquistar uma menina você tem que trazer ela pra seu mundo. Leve ela em um passeio
radical em sua realidade. Leve ela aos lugares que você gosta, converse sobre as coisas que
você gosta de falar, e pergunte ela que satisfaça sua curiosidade.
Quando você conta uma historia ou zoa, faça assim pra te divertir e porque você curte criar
um clima positivo ao seu redor. Afirme sua realidade. Faça o que você está dizendo ser foda
acreditando nisso. Em vez de ser como todos os outros caras, interaja com as mulheres
através de sua moldura e suga elas pra dentro. É legal sentir atração por uma mulher ou
querer uma mulher, mas seu senso de quem você é não pode ser dependente da resposta dela
à você ou da resposta de qualquer um que seja. Você tem quer ser mais forte do que isso e as
pessoas tem que sentir isso de você. Você não pode abordar uma mulher pensando como
fazer ela te responder e como se sentir dependendo da reação dela. Segundo, ela sente que
você está agindo em reação a ela ou comunicando uma personalidade que não é sua própria,
ela perde a atração. Enquanto você está em sua própria realidade, de qualquer forma a
atenção dela vai está fixada em você e ela vai ao passeio.
Atração não é uma resposta consciente. Por ela se sentir atraída a um homem na própria
realidade dele não é necessariamente algo que ela entende ou mesmo quer logicamente, mas
algo que ela responde emocionalmente. Você deve ter convicção que sua identidade é foda e
sugar ela pra reagir se adaptando em torno de sua identidade pra que ela esteja incitada por
sua validação e não de outra forma.
REGRA: Em um nível de identidade central, você deve se identificar como o cara que é
selecionado pelas mulheres e escolhe entre elas, não como a cara que é desesperado pra ser
escolhido.

MaTT!
Realce

Page 84

Ela tem que sentir aquela diferença entre como você está agindo e como a maioria dos
outros caras agem. Como um cara que já é escolhido pelas mulheres, você não tem esse
processo de pensamento ansioso de conseguir alguma reação particular da garota, porque
isso não faria sentido. Ela tem que sentir que há este cara atraente na frente dela, que está
completamente à vontade conversando com ela e não precisa adquirir valor dela
necessitando de reação de aceitação, admiração ou sexo dela – porque ele se identifica como
já tendo aquele valor em abundância. Como dissemos, em qualquer interação social há
sempre uma pessoa reagindo mais a outra, e quando você não reage a aceitação das pessoas
eles vão geralmente sentir um valor mais alto de você e começam a reagirem.

Quando você interage com uma mulher, você afirma sua identidade pela forma que você age
– por seus padrões de comportamentos e todas as sutilezas que transmite sua completa
confiança de quem você é.

Similer Documents